O Perfil do Professor e a Indisciplina

sábado, 7 de maio de 2011




By Roseli Brito

Pare um minuto para pensar na seguinte hipótese: Se os seus alunos fossem inquiridos sobre o que acham de você, qual seria a resposta deles? Você acha que eles lhe respeitam ? admiram? ignoram? Consideram você uma (um) tirana (no) ? Acham sua postura digna ? Acham que você é educada (o) ? Os seus alunos acham que a sua opinião tem valor e merece ser ouvida ?
Mas, o que tem a ver saber o que os alunos pensam de você? Em muitos casos  a indisciplina na sala de aula está associada a imagem que os alunos fazem do Professor.
Se algumas das respostas encontradas foram negativas, então você tem um sério problema de relacionamento interpessoal com os seus alunos. Isso ocorre quando o relacionamento ocorre de forma  unilateral, ou seja, apenas um dos envolvidos tem a primazia sempre.
Isso ocorre também o aluno vê falta de integridade e congruência na fala e no comportamento do Professor, quando isso acontece,  tenha certeza, o caminho estará aberto a indisciplina na sala de aula. Afinal quem respeitará um Professor que pede silêncio gritando ? Ou que pede para que o aluno seja justo, quando esse mesmo Professor se utiliza de ameaças e intimidações ?
O bom relacionamento é uma mão de duas vias, ou seja, implica que  ambos saibam ouvir, falar, argumentar para que possam  chegar a um consenso ideal na resolução de qualquer questão. Neste tipo de relação ambos conseguem crescer, pois amadurecem tendo de lidar com conflitos e situações limite no dia a dia.
Agora, como isso ocorre no dia a dia da sala de aula e dentro da Escola como um todo? Bem, o Professor precisa sair de uma postura rígida, autoritária e atuar mais como um líder usando de autoridade para gerir o processo pedagógico. Veja abaixo os dois perfis:


O Professor que tem autoridade
O Professor que é autoritário
Sabe conversar, ouvir, falar de modo respeitoso e tranquilo
Grita, vocifera, esbraveja, murmura
Respeita opiniões  e sabe argumentar
ameaça com notas baixas e reprovação,
Sabe mediar conflitos
ameaça com advertências, suspensão, e envio a Coordenação/Diretoria
Discute as regras de forma coletiva
Impõe normas e regras  de forma arbitrária
Sabe realizar gerenciamento da sala e do processo pedagógico
Por não dispor de ferramentas e estratégias sempre se utiliza de coerção



Mas, como sair do modo autoritário e atuar com autoridade ? Basta aprender e começar a  praticar as atitudes que mudarão o tom desse relacionamento.
O Professor que tem autoridade ganha o respeito e a admiração de todos porque:
- é competente no que faz  pois  domina os conteúdos
- tem estratégias criativas para estimular a curiosidade dos alunos
- está sempre por dentro de novas estratégias e novas tecnologias
- realiza sempre cursos de formação continuada
- é modelo de integridade e boas maneiras para todos os seus alunos
- enxerga além do plano de ensino e procura estimular os talentos dos alunos
- procura conhecer como “funciona” a cabeça do jovem, seus interesses e comportamento
- sabe “traduzir” o conhecimento na linguagem e dentro da realidade da criança e do jovem
O ser humano é um ser emocional, e  o seu aluno jamais lhe respeitará apenas porque você tem um diploma dizendo que é o Professor. O respeito  e admiração surgirão quando ele tiver certeza do tipo de pessoa que está por baixo do título e do diploma. Esta autoridade é conquistada quando esse aluno comprova que você se importa, quando você demonstra  atitudes proativas, bons exemplos e competência naquilo que você faz.
Então é hora de refletir se o relacionamento que você tem hoje com seus alunos é positivo ou não. Se ainda não for, então onde será preciso ajustar? O que deve ser modificado ou melhorado ? Só tem um jeito de saber isso: perguntando.  Aqui vai uma tarefa para você fazer amanhã:  Peça para os alunos  dramatizarem, desenharem, cantarem, e se for preciso: peça para eles falarem !!
Então, ficou curiosa (o) para saber o que eles pensam de você ?  Aguardo seus comentários no blog.
Dica de Leitura:
Taille,Yves de La. Limites:Três Dimensões Educacionais.152 pags.Ed.Ática

6 comentários:

  1. legal aprendi mais um pouco de como ser um professor

    meu blog
    http://blogdicagratis.blogspot.com/

    meu twitter
    http://twitter.com/blogdicagratis

  1. Há sempre uma linha tênue e difícil de ser respeitada. O magistério é mesmo um sacerdócio, né!?!

  1. Nossa amei muito a postagem sobre o perfil do professor.Você esta de Parabéns.
    O texto traz uma mensagem fundamental para a prática pedagógica.
    Parabéns!!!

  1. TEIA disse...:

    Olá Jonatan.
    Post divulgado na Teia.
    Até mais.

  1. Gostei muito.Vou dar continuidade a formação com as professoras com este texto sobre indisciplina.Parabéns pelo blog,estou seguindo.
    http://arteslene.blogspot.com

  1. Adorei sua postagem aprendi muito com esse texto. Parabens continue nos ajudando nos orientando .

Postar um comentário

É da máxima importância reconhecer e estimular todas as variadas inteligências humanas e todas as combinações de inteligências. Nós somos todos tão diferentes, em grande parte, porque possuímos diferentes combinações de inteligências. Se reconhecermos isso, penso que teremos pelo menos uma chance melhor de lidar adequadamente com os muitos problemas que enfrentamos neste mundo. Howard Gardner (1987)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...